Acesso Reservado

Entre na sua conta.

(Z1) 2020 - Águas do Algarve - Vídeo

Bloco de Esquerda de Vila do Bispo pede a intervenção do Presidente da República e do Governo contra a nova aquacultura para mexilhão no concelho

Bloco de Esquerda de Vila do Bispo pede a intervenção do Presidente da República e do Governo contra a nova aquacultura para mexilhão no concelho

MOÇÃO - Contestação do projeto de aquicultura Finisterra 2

O Bloco de Esquerda vai apresentar na Assembleia Municipal de Vila do Bispo, que se reúne em sessão ordinária nesta quarta-feira, dia 26 de Fevereiro, uma moção de contestação do projecto de aquicultura «Finisterra2», na qual pede a intervenção do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, do primeiro-ministro, António Costa, e dos ministros do Mar e do Ambiente e Transição Energética, Ricardo Serrão Santos e João Matos Fernandes, respectivamente, além dos grupos parlamentares na Assembleia da República.

No documento a que o «Correio de Lagos» teve acesso, o grupo municipal do Bloco de Esquerda ma apela à Assembleia Municipal de Vila do Bispo para “declarar a sua frontal oposição à instalação da aquicultura «Finisterra2 nesta localização (enseada da Salema)”, bem como “manifestar total apoio e solidariedade com as associações profissionais de pescadores e marisqueiros locais que contestam esta pretensão” e enviar a moção, caso seja aprovada, aos titulares dos cargos políticos já referidos.

Localização na enseada da Salema a pouco mais de uma milha da costa

Na introdução do texto desta moção, o Bloco de Esquerda começa por recordar que “esteve em consulta pública um pedido de Título de Actividade Aquícola (TAA) para «instalação de um estabelecimento de culturas em águas marinhas em mar aberto, a denominar “Finisterra 2”, destinado ao crescimento/engorda de mexilhão em regime extensivo, com uma área total 282 ha». A localização pretendida situa-se na enseada da Salema, a pouco mais de uma milha da costa, entre a praia das Furnas e da Boca do Rio.”

  • PARTILHAR   

Outros Artigos