Acesso Reservado

Entre na sua conta.

(Z1) 2020 - Águas do Algarve - Vídeo

Direito de resposta da Directora do Agrup. de Esc. Gil Eanes, Lagos, Paula Couto, a propósito da notícia publicada ontem, dia 10/03/2020, no jornal Correio de Lagos - online e com o título: "Alarme na Escola Secundária Gil Eanes, em Lagos"

Direito de resposta da Directora do Agrup. de Esc. Gil Eanes, Lagos, Paula Couto, a propósito da notícia publicada ontem, dia 10/03/2020,  no jornal Correio de Lagos - online e com o título: "Alarme na Escola Secundária Gil Eanes, em Lagos"

“Exmo Sr. Diretor do Correio de Lagos:

Ao abrigo do direito de resposta prevista na legislação em vigor no nosso país, solicito que publique o seguinte esclarecimento referente à notícia publicada ontem, dia 10/03/2020,  no jornal Correio de Lagos - online e com o título: " Alarme na Escola Secundária Gil Eanes, em Lagos, com receio de coronavírus"

Esclarecimento:

No dia 9/03/2020 pelas 22h fui contactada por um jornalista do Jornal Correio de Lagos que pretendia saber se se confirmava a suspeita que circularia na cidade sobre casos de docentes e alunos infetados pelo COVID - 19. Por entender que é minha obrigação, numa situação desta natureza, fornecer todos os dados relacionados com esta problemática prestei a seguinte informação que passo a descrever: Neste agrupamento, composto por 7 escolas, existem 2 professores que acumulam funções na Escola Secundária Manuel Teixeira Gomes e na Escola Básica José Buisel, ambas na cidade de Portimão e que foram encerradas por medida de prevenção. Esses dois docentes, estão assintomáticos mas, por ordem das entidades de Saúde Pública , encontram-se em situação de distanciamento social e monitorização de sintomas. Estão assim, impedidos de dar aulas tanto nas escolas de Portimão, como nas escolas de Lagos.

Por outro lado, há 3 adultos  que sendo familiares próximos de professores de alguma destas escolas de Portimão, igualmente assintomáticos, foram informados pela mesma autoridade de saúde que não se encontram em distanciamento social, podem ir trabalhar nas escolas de Lagos, tendo apenas de monitorizar os seus sintomas, de acordo com as  instruções divulgadas. No domingo à noite e na segunda de manhã, comunicaram com o Agrupamento de Escolas Gil Eanes e face a algum alarmismo e desinformação que se viveu nas primeiras horas desta crise, em Portimão e mais tarde em Lagos,  dentro do âmbito das minhas competências, aconselhei-os a ficar em casa nesse dia, até eu própria garantir que eram corretas as informações que me estavam a ser comunicadas. Essa situação foi-me confirmada como válida para esses 3 casos: podem vir trabalhar. Da leitura da notícia publicada por V. Exas. poderá induzir-se que 2 professores dados como em isolamento profilático pela equipa de saúde de Portimão, estarão a dar aulas nas escolas  Lagos, o que é absolutamente incorreto. Mais acrescento que  não existe até à data de hoje nenhum elemento da comunidade educativa com suspeita validada, e muito menos, com infeção confirmada.

Numa altura tão sensível da vida do nosso país onde, pior do que a propagação do vírus em causa, é a propagação do medo, da desinformação e das perseguições avulsas, é obrigação da escola e , na minha modesta opinião, também dos meios de comunicação social credíveis, ser o principal elo de controle desses sentimentos tão perigosos para a sociedade atual. 

Para quem questiona atualmente o papel da escola nas sociedades modernas do sec XXI, aqui está um exemplo paradigmático da nossa função: a informação circula, o conhecimento está à distância de um clique, o papel do professor e da escola é ajudar os alunos na análise crítica da informação em presença, permitindo a tomada de posições conscientes, e principalmente, a capacidade de comunicar de forma fundamentada as suas opiniões”.

 

Lagos, 11 de março de 2020

 

Paula Couto

Diretora

Agrupamento de Escolas Gil Eanes, Lagos - 145427

  • PARTILHAR   

Outros Artigos