Acesso Reservado

Entre na sua conta.

(Z1) 2020 - Águas do Algarve - Vídeo

Presidente da Junta de Freguesia de Budens destaca visita do ministro do Mar e do secretário de Estado das Pescas ao largo de Sagres onde viram a poluição de aquaculturas abandonadas

Presidente da Junta de Freguesia de Budens destaca visita do ministro do Mar e do secretário de Estado das Pescas ao largo de Sagres onde viram a poluição de aquaculturas abandonadas

“Ouviram o apelo das partes interessadas do sector, tendo-lhes sido possível ver a dimensão deste problema e ouvir a voz dos pescadores”, sublinha Fábio Mateus, que também preside à Associação dos Armadores da Pesca Artesanal do Barlavento Algarvio.

Na sequência da notícia publicada nesta terça-feira, dia 25 de Fevereiro, na edição ‘online’ do «Correio de Lagos», sobre a visita no sábado, rodeada de secretismo para os órgãos de comunicação social, do ministro do Mar, Ricardo Serrão Santos, e do secretário de Estado das Pescas, José Apolinário, ao concelho de Vila do Bispo, onde se deslocaram à zona onde estão instaladas várias aquaculturas, tendo o ministro ficado escandalizado com o lixo dessas estruturas espalhado ao largo de Sagres, o presidente da Junta de Freguesia de Budens, Fábio Mateus, também responsável pela Associação da Pesca Artesanal do Barlavento Algarvio, decidiu, na sua página no «Facebook», destacar a presença dos dois governantes e divulgar algumas fotos do encontro. 

 

“Continuaremos a defender as zonas tradicionais da pesca do nosso concelho”

Eis o texto publicado por Fábio Mateus: "A propósito da continuidade da atividade da pesca. Porque esta atividade tem importância económica e significado enquanto sustento de muitas famílias, principalmente nesta área do barlavento algarvio. Porque a voz dos pescadores é merecedora de atenção e respeito. Porque se trata da defesa da sustentabilidade da atividade e da biosfera marítima, numa altura em que nos debatemos com o flagelo do plástico nos oceanos. Por isto e pela defesa da pesca artesanal no concelho de Vila do Bispo, é com agrado que vimos que o Sr. Ministro do Mar e o Sr. Secretário de Estado das Pescas ouviram o apelo das partes interessadas do sector, tendo-lhes sido possível ver a dimensão deste problema e ouvir a voz dos pescadores. Um bem hajam pela visita com a certeza de que, pela nossa parte, continuaremos a defender as zonas tradicionais da pesca do nosso concelho, unidos pela defesa da pesca sustentável."

 

A comitiva que acompanhou na embarcação

Ricardo Serrão Santos e José Apolinário

Segundo apurou o «Correio de Lagos», nesta visita entre Sagres e a Salema, onde está projetada uma nova aquacultura com a dimensão total de 282 hectares para crescimento/engorda de mexilhão em mar aberto e em regime extensivo, a denominar ‘Finisterra2’, de um empresário de Lisboa, e que tanta polémica está a provocar no concelho de Vila do Bispo, sendo contestada por autarcas e associações de pescadores e de marisqueiros, o ministro Ricardo Serrão Santos e o secretário de Estado José Apolinário seguiram numa embarcação turística destinada à observação de golfinhos com vários acompanhantes.

Além do ‘skipper’ da embarcação, Sebastião Pernes, estiveram o presidente da Associação de Marisqueiros de Vila do Bispo, Paulo Lourenço, um representante da Direção Regional da Agricultura e Pescas do Algarve, um pescador de Sagres e o presidente da Junta de Freguesia de Budens, Fábio Mateus, além da esposa do ministro do Mar. O cão de Ricardo Serrão Santos, que acompanhou o casal nesta deslocação a Vila do Bispo, preferiu ficar em terra.

 

“Isto não pode continuar assim!” - desabafou o ministro ao ver lixo espalhado ao largo de Sagres proveniente de armações de aquaculturas abandonadas, com risco para a navegação

Como referimos no «correiodelagos.online», ao ver o lixo de armações de aquaculturas espalhado no mar, logo à  saída do porto da Baleeira, com riscos para a navegação, o ministro não se conteve e desabafou: “Isto não pode continuar assim!” E concordou em pleno quando lhe disseram: “se não têm condições para as aquaculturas já existentes nesta zona, como é que vão dar conta de outra?! ”, tendo até repetido a frase, segundo apurámos, visivelmente incomodado com a poluição que encontrou no mar nesta zona do barlavento algarvio.


Carlos Conceição e José Manuel Oliveira

Presidente da Junta de Freguesia de Budens destaca visita do ministro do Mar e do secretário de Estado das Pescas ao largo de Sagres onde viram a poluição de aquaculturas abandonadas - 1
  • PARTILHAR   

Outros Artigos