Acesso Reservado

Entre na sua conta.

(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir

Albufeira hasteou 25 bandeiras azuis pelo quinto ano consecutivo

Albufeira hasteou 25 bandeiras azuis pelo quinto ano consecutivo

O Município de Albufeira hasteou a primeira Bandeira Azul da Europa e a primeira Bandeira Praia Acessível, numa cerimónia simbólica que decorreu ontem, durante a manhã, na icónica Praia dos Pescadores, e que contou com a presença das autoridades locais, entidades com responsabilidades na orla costeira e do concessionário da praia.

Pelo quinto ano consecutivo, Albufeira arrecadou 26 galardões máximos da qualidade ambiental, a totalidade das praias (25) a que se junta a Marina e 13 bandeiras Praia Acessível, símbolo que garante que as zonas balneares têm todas as condições para acolher pessoas com mobilidade reduzida. José Carlos Rolo estava muito satisfeito e garantiu que a autarquia tomou todas as medidas necessárias para que residentes e turistas possam gozar o verão em segurança, alertando, no entanto, para a necessidade de todos respeitarem as indicações à entrada das praias.

“Este é um verão atípico, que implicou um longo trabalho de preparação com cuidados redobrados por parte da autarquia em coordenação com os concessionários e demais entidades com responsabilidades na orla costeira para que os banhistas possam usufruir da beleza das nossas praias em condições de segurança”, destacou o presidente da Câmara Municipal de Albufeira durante a cerimónia do Hastear da primeira Bandeira Azul da Europa (BAE) e da primeira bandeira Praia Acessível, que decorreu, ontem, na Praia dos Pescadores.

José Carlos Rolo faz questão de realçar que apesar de estarem tomadas todas as medidas de segurança para que tudo decorra da melhor forma, nomeadamente a disponibilização de informação em todas as praias em português e inglês sobre a utilização das zonas balneares e dos deveres dos banhistas, colocação de mastros para instalação de bandeiras “semafóricas”, com a indicação da ocupação de cada praia, dispensadores de álcool gel, marcação de circuitos de circulação única, limpeza diária do areal e reforço da sinalética, “a segurança depende do comportamento de todos e de cada um de nós individualmente, pelo que devemos estar muito conscientes da nossa responsabilidade”.

O Município não se poupou a esforços porque sabemos que são imprescindíveis para a segurança de quem nos visita e para a recuperação da nossa economia que assenta essencialmente no turismo, destacou. “Paralelamente, acionámos um mecanismo de vigilância e sensibilização dos banhistas, em parceria com a ANSA – Associação de Nadadores Salvadores de Albufeira que será feita com a participação de nadadores salvadores e de uma viatura todo o terreno que irá circular pelas várias praias do concelho (medida extraordinária), a par dos elementos do ISN – Instituto de Socorro a Náufragos, e ainda reforçámos a fiscalização das praias em colaboração com as autoridades competentes”. Refira-se que todas estas medidas fazem parte de uma campanha de sensibilização mais vasta que a Autarquia intitulou “Albufeira Praias Seguras”, que vigora até ao final da presente época balnear.

O presidente aproveitou, também, para destacar o empenhamento dos funcionários da autarquia neste processo e para o investimento que o Município teve que efetuar para responder às atuais necessidades de segurança nas praias, tendo chamado a atenção para as novas viaturas e máquinas estacionadas à entrada do areal.

Pedro Coelho, diretor regional da APA – Agência Portuguesa do Ambiente, por sua vez, elogiou a articulação que houve entre todas as entidades da administração pública central e local na preparação da época balnear, nomeadamente a Autoridade Marítima, DGS, autoridades regionais de saúde, municípios e concessionários, processo que ocorreu de forma bastante eficaz e célere. “Apesar da enorme incerteza, num mês conseguimos preparar tudo para que as praias pudessem estar abertas em segurança”. É uma época balnear diferente, mas com mais segurança “Trata-se de um processo gradativo, que poderá evoluir à medida que a época balnear vai avançando, podendo haver a necessidade de tomarmos medidas complementares para que o risco de contaminação seja inexistente”.

O presidente da Assembleia Municipal de Albufeira reiterou as palavras do presidente da Câmara e do diretor da APA e disse esperar que este seja um verão seguro, com respeito pelo distanciamento social e pelas regras de segurança em geral. “Albufeira é um destino de férias e de festa e por isso o esforço do Executivo e dos funcionários da autarquia para tornar as nossas praias mais seguras nesta fase de pandemia é de elogiar”. Paulo Freitas fez questão de destacar as rampas de acesso ao areal com marcação dos sentidos de circulação e a disponibilização de gel desinfectante em todas as praias, entre outras medidas, tendo frisado que o resultado deste trabalho conjunto em garantir a segurança dos banhistas e a qualidade das nossas praias, está bem patente na liderança que o Município de Albufeira assume há vários anos como destino de férias e como campeão nacional das BAE.

De 6 de Junho a 30 de Setembro, período em que decorre a época balnear em Albufeira, fique atento às novas regras de utilização das praias: sentido único de circulação, distanciamento físico de 1,5 metros entre banhistas (que não façam parte do mesmo grupo), afastamento de 3 metros entre chapéus-de-sol e interdição de atividades desportivas com 2 ou mais pessoas (excepto actividades náuticas, aulas de surf e desportos similares). Para além destas indicações, os utilizadores deverão evitar o acesso a praias com ocupação alta ou total, desinfetar as mãos regularmente (obrigatório quando se chega à praia) e garantir a distância de segurança física no areal e no mar. Em todas as zonas balneares existem mastros “semafóricos” com informação sobre o estado de ocupação da praia – verde para ocupação baixa, amarelo para ocupação elevada e vermelho para ocupação plena. A informação é atualizada de forma contínua e em tempo real na app “Infopraia” e no site da Agência Portuguesa do Ambiente em www.apaambiente.pt.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos