Acesso Reservado

Entre na sua conta.

(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir

Bloco de Esquerda Algarve diz que Grupo Hoteleiro deixa centenas de trabalhadores com salários em atraso no Algarve

Bloco de Esquerda Algarve diz que Grupo Hoteleiro deixa centenas de trabalhadores com salários em atraso no Algarve

De acordo com comunicado do Secretariado da Comissão Coordenadora Distrital do Algarve do Bloco de Esquerda enviado para a redacção do jornal Correio de Lagos “o grupo hoteleiro internacional de luxo, JJW Hotels & Resorts, que em Portugal detém o Hotel Penina & Golf Resort (Alvor), o Hotel Dona Filipa (Vale de Lobo), o Hotel Formosa Park (Ancão) e os campos de golfe de San Lorenzo e Pinheiros Altos (Quinta do Lago), ainda não pagou o salário do mês de Abril a cerca de 500 trabalhadores e, mesmo o salário de março, não foi pago a todos.”

Para o BE, “trata-se de uma situação que, inclusivamente, já se arrastava antes do início da pandemia da Covid-19, em que o grupo hoteleiro já sofria de atrasos no pagamento dos salários aos seus colaboradores. O problema agravou-se com a crise provocada pela pandemia da Covid-19, o que fez com que alguns trabalhadores do grupo passassem fome, levando assim à reabertura do refeitório do Hotel Penina & Golf Resort, em Alvor, para que algumas pessoas tivessem acesso às refeições.

Toda esta situação tem a ver com os salários que não estão a ser pagos aos trabalhadores do grupo hoteleiro JJW Hotels & Resorts detido por Mohamed Bin Issa Al Jaber, que em 2013 era apontado pelo Revista Forbes como uma das pessoas mais ricas do mundo.”

Avança a missiva do Bloco de Esquerda que “já foram feitas manifestações à porta de um dos filhos dos proprietários do grupo, que reside no Algarve. Ainda no passado dia 23 de Maio, quando estava marcada mais uma manifestação dos trabalhadores, a Administração do Grupo convocou uma reunião onde prometeu pagar os salários em atraso. Só esta sexta-feira, dia 29 de Maio, foi pago a alguns trabalhadores uma parte do salário de Abril. Para o próximo dia 1 de Junho - segundo soube o Bloco de Esquerda - está prevista mais uma manifestação dos trabalhadores junto ao campo de golfe "Pinheiros Altos". E caso os salários em atraso não sejam pagos os trabalhadores do grupo hoteleiro entrarão em greve no dia 4 de Junho, quando está prevista a reabertura das unidades hoteleiras.

Tal situação revela-se inadmissível para o Bloco de Esquerda, devendo o Governo intervir com urgência para que o grupo hoteleiro pague os salários devidos aos trabalhadores, limitando assim o agravamento da situação social no Algarve, uma região que depende em mais de 80% do turismo.”

Desta forma, os deputados João Vasconcelos, José Soeiro e Isabel Pires, do Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda, dirigiram ao Governo (nesta sexta-feira), através do Ministério do Trabalho e da Segurança Social, as seguintes perguntas:

  1. Tem o Governo conhecimento da situação acima descrita?
  2. Vai o Governo intervir para obrigar o Grupo JJW Hotels & Resorts a pagar com urgência os salários em atraso aos seus trabalhadores?

Que medidas prevê o Governo tomar para auxiliar os trabalhadores do grupo hoteleiro se continuarem com os salários em atraso?

  • PARTILHAR   

Outros Artigos