Acesso Reservado

Entre na sua conta.

(Z1) 2020 - Águas do Algarve - Vídeo

Deputado do PCP no Algarve para denunciar abusos do grande patronato e exigir reforço do SNS no combate ao Covid-19

Deputado do PCP no Algarve para denunciar abusos do grande patronato e exigir reforço do SNS no combate ao Covid-19

No dia 6 de Abril, João Dias, deputado do PCP, deslocou-se ao concelho de Portimão marcando presença junto das instalações de um dos hotéis do Grupo Pestana em Alvor, do grupo EVA – transportes e do Hospital de Portimão.

Esta visita à região Algarvia revelou-se de uma enorme oportunidade, desde logo para manifestar a solidariedade do PCP para com a população algarvia face às exigências colocadas pelas medidas de prevenção e combate ao surto epidémico da Covid-19. Presente junto ao Hospital de Portimão, João Dias, num vídeo gravado para divulgação nas redes sociais, reafirmou a importância do alargamento da capacidade de resposta do Serviço Nacional de Saúde na região e no País, sendo este, o principal instrumento com que as populações podem contar face ao surto epidémico. Reafirmando a sua solidariedade para com todos os trabalhadores do SNS na região algarvia, João Dias, denunciou ainda as consequências de défice de investimento no SNS e de apoio ao negócio privado e a necessidade de uma inversão nas políticas que têm sido impostas aos serviços públicos.

A delegação do PCP esteve ainda junto às instalações do Grupo Eva- transportes, dias depois do anúncio do Layoff nesta empresa, atingindo directa e indirectamente mais de 500 trabalhadores. Junto às instalações da EVA - transportes, João Dias denunciou as consequências da política que pulverizou e privatizou a Rodoviária Nacional, entregando o monopólio do transporte rodoviário no Algarve ao Grupo Barraqueiro. Depois de anos e anos de lucros fabulosos alcançados à custa de baixos salários e do crescimento do Turismo, perante a primeira dificuldade, o Grupo EVA transferiu para cima dos trabalhadores os custos das actuais dificuldades – passarão a receber apenas 66% do seu salário – e para a Segurança Social. Uma realidade que se estende também a todo o sector da hotelaria na região como é o caso do Grupo Pestana – um dos principais grupos hoteleiros nacionais – e que decidiu também recorrer ao Layoff. Junto a uma das unidades do Grupo Pestana em Alvor, João Dias, num vídeo gravado, reafirmou a solidariedade do PCP para com as centenas de trabalhadores destes hotéis a quem, ao longo dos anos, foram negados aumentos salariais ao mesmo tempo que se foram acumulando lucros fabulosos por parte deste e de outros grupos económicos.

João Dias reafirmou, uma vez mais, em nome do PCP, que os direitos dos trabalhadores não estão, nem podem estar de quarentena, reafirmando a necessidade de se impedirem os despedimentos e o corte nos salários, como medida indispensável, não apenas para responder à actual situação, mas para preparar também a recuperação da economia regional e nacional. Desta presença na região resultarão também várias perguntas ao Governo que o PCP apresentará na Assembleia da República.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos